Zaanse Schans: Amsterdam além dos Coffee Shops!

12.11.2017

Sempre que alguém pensa em Holanda, a primeira coisa que vem à mente  (além dos coffee shops, lembra?)  são os MOINHOS!

Ao chegar em Amsterdam, você tem poucas chances de ver moinhos de verdade se ficar só pelo centro da cidade. Então como casar uma visita a estas pitorescas construções cheias de história, uma paisagem incrível e tempo curto em Amsterdam???

 

Bem-vindo a Zaanse Schans!!!

 

A cerca de 40 minutos da estação Centraal em Amsterdam, a região do Zaan tem o horizonte repleto de moinhos e a importância deles na história e economia local impacta a vida dos moradores até hoje.

 

A região utilizava os moinhos não só para drenar as planícies alagadas, mas também para produzir farinha, amido, óleo e chocolate. Sim, a região do rio Zaan é famosa na Holanda pelos biscoitos e chocolate - precisa de mais algum motivo para visitar?!

 

Ao longo dos anos, os quase 600 moinhos foram usados também pela indústria madeireira, viram cooperativas e direitos trabalhistas surgirem e grandes marcas se consolidarem. O Zaans Museum ajuda você a entrar no clima com exposições sobre a região, além de uma réplica da antiga fábrica de chocolates da Verkade, além da linha de produção do famoso biscoito Maria.

 

Como chegar

De transporte público, pegue o ônibus 391 na estação Centraal de Amsterdam, plataformas E-G, lado do Ij (canal). Os moinhos ficam no ponto final, então não tem erro. Os ônibus partem de 15min em 15min e o trajeto demora cerca de 40min.

 

Você também pode pegar o Sprinter (trem) para Zaandijk Zaanse Schans, mas da estão até os moinhos você deve caminhar 1.5km, então o tempo de viagem é semelhante. De carro, você chega em apenas 20 minutos.

 

Horários e entradas

A entrada é gratuita para ver os moinhos. Ao descer do ônibus, você encontra uma plataforma de observação ao lado do estacionamento, também gratuita, com sugestões de trilhas pelo dique. 

 

O Zaans Museum está aberto todos os dias das 10h-17h e aceita o Museumkaart (mais informações no post anterior). Sem o cartão, a entrada custa €10/€6. Alguns moinhos oferecem exibições e a entrada gira em torno de €4/€2 cada. Informe-se na recepção do museu caso deseje visitar todos.

 

Dicas do Gui

Não é à toa que a região contava com tantos moinhos, lá venta muito. Leve casaco, gorro e/ou tapa-orelhas. Os banheiros públicos são pagos, lembre-se de levar algumas moedas.

 

O pôr-do-sol oferece a iluminação perfeita, uma vez que os moinhos estão posicionados para o Oeste e à frente deles há apenas o rio, sem risco de sombras indesejadas nas fotos.

 

Turistas: Você pode ter sua foto tirada por um dos fotógrafos profissionais disponíveis próximo à ponte. A visita à loja de queijos pode fazer parte do trajeto e oferece uma parada deliciosa caso deseje fazer uma das trilhas.

 

Se tiver tempo, você pode parar em Zaandam na volta para ver o incrível Inntel Hotel.

 

Fique ligado para artigos sobre a Rússia, a Escandinávia e os Bálcãs saindo logo mais! Continuem mandando suas sugestões e perguntas também! :-)

Keep travelling!!!

 

 

 

 

 

 

Please reload

  • Facebook Limpa
  • Instagram Limpa
  • Twitter Clean
DESTAQUE

Bolívia!

29.01.2016

1/10
Please reload

PARA IR ALÉM
PESQUISA
 POSTS RECENTES