DEPO: Laura - Viajar!

15.05.2015

A primeira vez em que saimos de nossa cidade, nosso território, e nos encontramos sozinhos em um lugar estranho é um ponto decisivo. Você têm dois caminhos possíveis: se assustar e se agarrar com todas as forças ao que te faz lembrar de casa (um conhecido, ou mesmo um estranho de mesma nacionalidade) ou você pode se apaixonar por este friozinho na barriga que dá quando tudo é novo e estranho, quando o ambiente te exige aprendizado constante. Foi este dilema que eu encontrei quando cheguei em Londres e - com alguma resistência inicial - consegui abrir a cabeça para optar pelo segundo caminho.

 

Acredito que toda cidade nova é apaixonante e me encantei por muitas nos últimos anos, mas a primeira longe de casa é sempre a mais especial. É na primeira que temos aquela ansiedade por conhecer tudo, por experimentar sem comparações e julgamentos, e é na primeira que colocamos à prova as nossas capacidades de adaptação. Eu não tinha nenhum sonho ou expectativa particular com Londres, mas queria melhorar meu inglês e viajar pela Europa de forma barata (na época estudantes podiam trabalhar na Inglaterra, o que era perfeito para meus planos). Londres não cansou de me surpreender até o último dos 14 meses em que morei lá. As pessoas que eu conheci foram definitivamente o ponto alto da viagem e algumas delas viraram amigos para a vida (nada como estar sozinho em outro país para se abrir à novas amizades).

Não acredito muito na idéia de viajar para “se descobrir” ou “conhecer a si mesmo”, é um pouco exagerado. Acho que carregamos nossos problemas e virtudes conosco e que viajar não é uma solução pronta para os problemas que tentamos resolver em anos de análise. Mas tenho certeza que estar longe de todos e de tudo que contribui a te definir como pessoa pode ser um pretexto para pôr em perspectiva essas definições. Ser filha de fulano, pertencente à um certo grupo de amigos, ter tal religião ou tal profissão, nos define socialmente de uma forma muito automática e não reflexiva. Assim, estar em um local onde estas designações não significam nada é uma ótima oportunidade para repensar o que te define realmente enquanto pessoa. Eu senti que este período no exterior foi muito importante para identificar o que fazia de mim eu mesma. Descobri que sou muito mais autônoma do que pensava e que sou capaz de ser feliz sem muitas das coisas que antes considerava importantes.

 

Mas voltando à Londres. A cidade foi uma porta de entrada para conhecer lugares exóticos e tradicionais, pessoas que me levaram a quebrar estereótipos e a quebrar a idéia de estereótipo em si - ter passado um ano sendo ‘definida’ enquanto brasileira e tendo que lidar com generalizações me faz evitar ao máximo toda forma de generalizações possíveis, pois acho que é uma saída símples para pessoas que tem preguiça de tentar entender os outros, sem mencionar que é uma porta de entrada para toda forma de preconceito.

 

Eu me apaixonei pela cidade e pelos londrinos desde o primeiro mês, o que me fez estender o intercâmbio de seis mêses para mais um ano.  

 

Desde esta experiência longe de casa eu não parei mais. Claro que voltei para casa (Porto Alegre é minha cidade do coração e a primeira cidade pela qual me apaixonei quando saí da casa dos meus pais aos 17 anos). Voltar para casa é até mais importante que partir, senão como fazer um balanço de tudo que vivemos. Mas o medo de me colocar em situações novas passou e o mundo parece estar sempre ao alcance.

 

Eu me senti confiante para tentar um mestrado em Paris e após este projeto os planos são de seguir para São Paulo. O medinho e frio na barriga são os mesmos de quando parti para Londres em 2009, mas se não tivesse este friozinho, qual seria a graça?

 

Não acho necessário ir para outro país ou continente para viver tudo isso, mas se arriscar longe de casa é uma experiência incrível que só te faz crescer. Escolha um destino, planeje bem, e boa sorte =)

 

Siga o Blog curtindo o Gui Por Aí no Facebook para acompanhar os próximos posts, depoimentos, dicas, roteiros e muito mais!

 

Participe e mande seu depoimento, fotos ou suas dúvidas no Fale com o Gui!

Please reload

  • Facebook Limpa
  • Instagram Limpa
  • Twitter Clean
DESTAQUE

Bolívia!

29.01.2016

1/10
Please reload

PARA IR ALÉM
PESQUISA
 POSTS RECENTES